IoT Conectividade – o Futuro das Coisas

This post is also available in: English

world of IoT communications

Vivemos num mundo de ritmo acelerado onde IoT conectividade está se tornando o padrão. Hoje em dia está se tornando um desafio obter uma imagem clara do que é novo e do que ainda é relevante desde a tecnologia de rede evoluiu tremendamente.

A Internet das Coisas está se expandindo a um ritmo acelerado, com 148 novos dispositivos conectados à Internet a cada segundo. O panorama tecnológico está melhorando continuamente, e com a quinta geração de tecnologia programada para entrar em vigor em 2020. É natural que se assista a um aumento do interesse por este tipo de tecnologia. A Internet das coisas tem muitos desafios a superar. Há que estabelecer uma interligação segura.

Enquanto somos capazes de fornecer e processar dados físicos críticos. A utilização da capacidade da nuvem para fornecer melhores soluções a várias indústrias constituem uma oportunidade valiosa para muitos intervenientes no sector. A maioria das empresas se concentra na Internet das Coisas e na integração de seus produtos e serviços. No passado, um usuário 2G ficaria satisfeito com os recursos de sua máquina para automatizar as comunicações.

As comunicações IoT precisam ser capazes de transferir dados, mesmo com uma baixa taxa de transferência e amplo poder para enviar pacotes limitados sem interferir com outros dispositivos.

Empresas Que Vendem Dispositivos ou Serviços IoT Precisam se Adaptar Rapidamente

O impacto dessas transições pode ser significativo para as empresas que vendem produtos ou serviços IoT. As empresas dependiam por muitos anos do país para escolher os provedores de comunicação, e muitas vezes o jogador nacional ou local mais relevante era a escolha padrão. Houve até mesmo alguns que buscaram opinião de provedores de integradores de processos, muitas vezes com resultados semelhantes. O que acontece é que, conforme a IoT se torna mais importante na análise final, as empresas devem reavaliar suas necessidades de conectividade e fazer escolhas mais diferenciadas que considerem cobertura global, comutação inteligente, prestação de serviços, preços, segurança e experiência de IoT.

O Presente e o Futuro do Panorama IoT

IoT-Connectivity-The-Future-Of-Things

Agora tudo mudou com a introdução dos smartphones; os principais players da indústria oferecem largura de banda de alta capacidade para satisfazer a demanda pública.Vemos as mesmas tendências no setor de IoT em que podemos ver um influxo semelhante de tráfego de baixa energia. A conectividade móvel é muito mais do que apenas desempenho.

De óculos de realidade aumentada a carros auto-dirigidos, estamos testemunhando a mudança para a integração dessa tecnologia em nossas vidas. Quase todos os aspectos das nossas vidas estão a ser afetados pela forma como interagimos com esta tecnologia. De todas as indústrias, da saúde ao comércio, vemos a adoção massiva de novas soluções. No entanto, a necessidade mais comum desta tecnologia é a largura de banda. Este tipo de tecnologia é extremamente complexa e precisa mover grandes quantidades de dados, em que um segundo é o tempo necessário para processar 1 GB de dados.A adoção da tecnologia é tão vasta que até mesmo vemos fazendas adotando sensores IoT sem fio que podem transmitir informações sobre a umidade e os nutrientes do solo. Podemos ver que especialistas em agricultura em todo o país está implementando novas estratégias para maximizar a produtividade dos campos.Vimos a tecnologia ser integrada a partir de uma variedade de dispositivos, como baterias, sistemas de alarme, dispositivos de ‘fitness’, dispositivos embalados e muitas outras aplicações diferentes.

Embora essas aplicações se concentrem em vários fatores, uma das características que mais compartilham é a dependência de conectividade confiável.

Desafios mais Significativos da Indústria de IoT

Portanto, a indústria precisa resolver os desafios mais significativos que enfrenta atualmente — escalabilidade e conectividade.

A resolução desses dois problemas será vital para o crescimento a longo prazo das redes IoT e das tecnologias dependentes subjacentes. As indústrias precisam começar a melhorar a longevidade, a confiabilidade e a escalabilidade da rede.

O Papel Primário dos Provedores de Redes

Para que os dispositivos IoT funcionem corretamente, eles precisam contar com uma rede ativa que possa suportar a escalabilidade em um nível amplo. Os provedores de rede devem fazer suas partes e melhorar o suporte para a próxima geração de dispositivos IoT.

O principal protocolo usado pela maioria dos provedores de rede chama-se Spanning Tree Protocol (STP) deve ser mais amplamente adotada e melhorada para maximizar a confiabilidade da rede.

interconnected computers for IoT

Confiabilidade da Rede — Spanning Tree Protocol (STP)

STP pode melhorar enormemente a confiabilidade da rede por causa de sua capacidade de eliminar loops de ponte em Redes de Área Local Ethernet (LANs), que , impede loops de rede. A principal preocupação é quando este protocolo falha, ele pode ser extremamente demorado para resolver problemas subsequentes.

É incrivelmente desafiador para muitas tecnologias IoT identificar o problema, especialmente em setores onde o tempo está em essência, como, por exemplo, a saúde e o setor de veículos autônomos. Muitos líderes no setor de IoT e até mesmo alguns provedores de rede estão buscando alternativas para STP. E estamos vendo alguns provedores defenderem a Agregação de Link Multi-System (MLAG), enquanto outros preferem a Shortest Path Bridging (SPB).

Muitos especialistas do setor sugerem que a utilização do SPB é a melhor solução, pois ele oferece multipathing sem loop e consolidação de rede, mantendo a alta escalabilidade e mantendo a confiabilidade. Por outro lado, outros especialistas do setor defendem o uso do MLAG porque ele pode estender a redundância de links e os compartilhamentos de carga ativos que usam toda a largura de banda, o que torna esse protocolo um protocolo econômico.

O Futuro da IoT Ainda é um Mistério

Tudo evolui tão rapidamente no mundo selvagem das comunicações IoT que pode ser desafiador esclarecer as tendências e ver o que é e o que não é mais relevante. NB-IoT é uma tecnologia de ponta com grande potencial em áreas não cobertas pela 4G e 5G.

Essa tecnologia não só foi praticamente projetada apenas para a IoT, como também tem uma integração perfeita, através da padronização. Projetada para áreas locais de difícil acesso e uso interno, a NB-IoT é uma tecnologia fantástica. Um grande benefício dessa tecnologia é que ela permite uma conexão com o dispositivo no nível mínimo de exigência de energia. Ele está permitindo um número maior de métodos para poder se conectar à rede.

A tecnologia é perfeita para ligar milhares de contadores automáticos, uma vez que os motores que suportam a rede são alimentados a pilhas, não limitados pelo acesso a uma rede eléctrica. É a solução ideal para monitorizar contentores, parques de estacionamento, animais de exploração, etc. Existe uma ampla gama para a sua utilização com a vantagem adicional de ser um sistema muito económico e altamente autónomo.

A Motivação Empresarial para Começar, Investir e Operar com as Mais Recentes Tecnologias de IoT

Smart Technologies

Uma vez que a nossa economia é profundamente dependente da tecnologia, e as pessoas estão cada vez mais dependentes dos seus dispositivos. Precisamos ter uma forte adoção de novas tecnologias IoT que possam satisfazer todos os requisitos de todos os tipos de metas de mercado vertical, por exemplo, mercados e mercados consumidores.

Para que isso possa ser sustentável, precisamos ter um modelo com uma solução que ofereça a possibilidade de operar em setores verticais enquanto fornecemos serviços. As empresas precisam maximizar a produtividade. Além disso, elas precisarão implementar soluções de nuvem e análise para monetizar uma grande parte do valor da IoT. Há um enorme potencial em aplicativos IoT para gerar receita moderada a alta. Com recursos de dados, as operadoras têm o potencial de melhorar sua infraestrutura de comunicação para abrir outra fonte significativa de novas receitas usando tecnologias IoT.

As Indústrias IoT Podem se Concentrar em Três Categorias Principais Baseadas no Uso e na Base de Clientes:

https://www.youtube.com/watch?v=R5RfSQ3Nxzg


As tecnologias IoT industriais incluem dispositivos como, por exemplo:

  • Sistemas de águas residuais, monitores de tubulações, robôs de fabricação e muitos outros tipos de ferramentas e sistemas relacionados à indústria.
  • A IoT para consumidores inclui dispositivos que variam para uma variedade de noivas, como cartões inteligentes, laptops, sistemas de entretenimento, smartphones, etc.
  • A IoT comercial inclui dispositivos de mercadorias que registram, sistemas de controle de inventário e dispositivos médicos conectados.

Em um mundo tão interconectado, a IoT está se tornando uma parte integrante de nossas vidas e ambientes, quer estejamos usando-os conscientemente ou não.Como resultado dessa interconectividade, a coleta de informações apresenta desafios legais e regulatórios que as pessoas precisam conhecer. Além disso, precisamos de tecnologias que possam satisfazer a demanda dos consumidores sem perder o foco na invenção — e na reintegração de novos recursos e capacidades benéficos para melhorar o uso da tecnologia.

Sem dúvida, conectar tantos dispositivos diferentes serão um grande desafio para o futuro do setor de IoT. Mas também é uma tremenda oportunidade para soluções inovadoras que melhorarão outros setores da indústria.

IoT uma Tendência Inovadora

Hoje, a IoT ainda é uma inovação emergente, mas tem um caminho evolutivo que leva de volta aos primeiros anos do século passado, de acordo com a ITU eis um breve lembrete histórico da origem da telemetria, M2M, e IoT.

De acordo com a ITU, a IoT ainda é uma inovação emergente. Mas, de acordo com a ITU, ela tem uma trilha evolutiva que remonta ao início do século passado.

Em 1912, podemos lembrar o legado da recente revolução IoT quando, em Chicago, foi desenvolvido um sistema de telemetria para monitorar cargas de rede em linhas telefônicas urbanas.

Em 1930, o próximo grande marco, a telemetria sem fio via transmissões de rádio em vez de infraestrutura fixa, foi ultrapassada e usada para monitorar o clima. Quando o Sputnik foi lançado em 1957, a telemetria aeroespacial também foi introduzida.

  • O evento amplamente reconhecido em 1957 foi o precursor das modernas comunicações por satélite.
  • O M2M ainda estava a poucos anos de distância, esperando por dois avanços significativos em três décadas para impulsioná-lo para o mainstream.

Em 1995, registaram-se muitas melhorias no domínio das comunicações por computador.

A Siemens revolucionou a indústria quando lançou o M1, um módulo de dados GSM para que as máquinas se comunicassem através de redes sem fio — criando uma grande quantidade de oportunidades para uma grande variedade de tecnologias de conectividade.

A promessa do Comitê Federal de Comunicações de usar redes digitais eficientes em termos de espectro em redes analógicas abriu caminho para uma adoção mais ampla da tecnologia M2M móvel. Com essa extensa cadeia de conectividade máquina-a-máquina, a IoT é a mais recente mutação. Ambos os métodos compartilham os mesmos princípios, mas há algumas diferenças significativas.

Dados atuais indicam que os dispositivos IoT estarão entre 22 e 25 bilhões de dispositivos até 2025. Uma grande variedade de tecnologias de conectividade está agora disponível para vários aplicativos IoT com uma variedade de recursos.

As Fantásticas Aplicações das Tecnologias de Conectividade IoT

Computer Code

Precisamos entender o mercado e a evolução de diversas tecnologias (como Thread, ZigBee e Z-Wave). Essas tecnologias incluíam WiFi, Bluetooth e Bluetooth Low Energy, NFC, RFID e sistemas mesh.

Estas soluções de curto alcance são ideais para ambientes restritos, tais como casas inteligentes. Caso o alcance mais curto pareça ser uma restrição, então estas soluções permitem uma transmissão de alta largura de banda com baixo consumo de energia.

Infelizmente, algumas soluções não podem ser explicitamente projetadas para IoT. Em contraste, até a inclusão de uma transferência de longa distância, essa necessidade pode permanecer uma plataforma crítica em um ambiente de IoT híbrida mais ampla.

Protocolo Sem Fio Com Tecnologia IoT

O uso de uma conexão de protocolo sem fio conecta ‘objetos’ alimentadas por bateria à Internet, permitindo uma comunicação bidirecional segura, móvel, acessível e de baixo consumo de energia.

A implementação dos circuitos integrados Semtech do membro da LoRa Alliance foi um dos argumentos que desafiou a credencial de padrões abertos da tecnologia. Mais recentemente, porém, outros fornecedores anunciaram seu interesse na tecnologia de rádio LoRa.

Com relação às tecnologias LPWAN, alguns outros players oferecem suas tecnologias internas, como a LinkLabs e a Weightless SIG. A LoRaWAN e a Sigfox, que representam quase dois terços das redes de baixa potência em grandes áreas, dominam o mercado.

Em qualquer caso, suas contrapartes de IoT celular com tecnologias como NB-IoT e LTE-M têm um desafio significativo.

Redes IoT para Celulares – IoT Móvel

computer circuitry

No Brasil, duas redes IoT móveis são ideais para aplicações IoT de baixo custo, baixo consumo de energia e longo alcance e, juntas, podem atender a todo o espectro de requisitos LPWAN em uma variedade de indústrias e aplicações.

Com a introdução da MulteFire Alliance, um consórcio global destinado a estender os benefícios da LTE para a faixa não licenciada, houve um desenvolvimento significativo no mercado de LTE-IoT. O Grupo evolui ainda mais com a tecnologia MulteFire LTE sob estes padrões, de acordo com os padrões 3GPP, mas opera dentro da banda não licenciada ou compartilhada. Com o objectivo claro de combinar as vantagens do LTE com a facilidade de implementação. A tecnologia é relativamente mais fácil de projetar e implantar do que os módulos móveis convencionais.

Com isso em mente, a tecnologia LTE melhora a capacidade da rede. Ela também apresenta eficiência para suportar um grande número de conexões de baixa potência na faixa de 200KHz até um novo nível.

Uma tecnologia NB-IoT pode ser muito mais barata de implementar do que outras tecnologias. Elimina a necessidade de portais para comunicação direta com o servidor primário. Os portais que permitem casos de uso 5G e irão coexistir com outras tecnologias 3GPP 5G.O processo de implementação do 5G já começou seriamente. Após o lançamento dos serviços 5G na Coreia do Sul e nos Estados Unidos no início deste ano, espera-se que outros 16 mercados entrem em 2018.

Muitas inovações da indústria são necessárias para agilizar o surgimento da 5G. A quinta geração de comunicações móveis sem fio está chegando e, sem dúvida, terá um impacto significativo em seu fornecimento. Ao mudar a forma, interagimos com os dispositivos. Graças ao aumento da capacidade, menor latência e promessa de economia de energia/custo, essas redes de quinta geração têm o potencial de fornecer suporte para aplicações mais inovadoras e intensivas em largura de banda e comunicação em massa entre máquinas.

1.600 Satélites Dedicados à IoT

Embora isso possa parecer um nicho de mercado, alguns relatórios indicam que, nos próximos cinco anos, haverá até 1,600 satélites IoT. Em parceria com a Amazon Web Services, a Iridium Satellite Communications Companies lançou a primeira solução de satélite baseada em nuvem da Internet of Things, a Iridium Cloud Connect.

Cada tecnologia que estamos discutindo aqui tem suas USPs e restrições. Cada aplicativo IoT tem seus requisitos de taxa de dados, latência, custos de implantação e assim por diante. Em um caso, um protocolo perfeitamente funcional pode ser inadequado para outro. Assim, nem o aplicativo, nem o setor pode prescrever um único protocolo de todos os tamanhos.Manter apenas um padrão de tecnologia não faz sentido em muitas implementações da Internet das Coisas, e isso de acordo com Sigfox.

Abordagem Unicontrato

A ideia de contrato único que ajuda as empresas a diminuir a complexidade porque a responsabilidade pela cobertura global cabe ao provedor, não ao dispositivo IoT e a outros provedores de serviços.

Com o MNO ou MVNO, as empresas também podem entender melhor o uso de seus dados porque têm uma única plataforma para monitorá-los.

MNO ou MVNO Para Soluções Fortes de Comutação Inteligente

computer chips

Um grande número de fornecedores está a investigar duas tecnologias de comutação inteligentes relativamente novas. O switch móvel inteligente permite que os dispositivos IoT passem de um MNO ou MVNO para outro no primeiro caso. Essa capacidade ainda é incomum para dispositivos IoT. O processo é complexo, mas necessário para melhorar a comunicação de rede.

A comutação inteligente de plataformas permite que os dispositivos alternem entre plataformas não licenciadas, celulares e móveis — o processo baseado em requisitos de transmissão de dados, além de outros fatores. O processo tem uma enorme flexibilidade.Mesmo sem dispositivos IoT capazes de mudar de plataforma, algumas empresas aumentam seus investimentos nesse campo. A comutação de dispositivos móveis pode assumir diferentes formas. Ela mantém as tarifas de roaming abaixo das praticadas com outros provedores de serviços por meio de acordos bilaterais. Os protocolos IoT são a linguagem do sistema IoT. Cada idioma precisa de tempo extra para se desenvolver, para que possa atender às demandas de seus usuários. Uma coisa é certa: os protocolos IoT são concebidos para se adaptarem melhor às redes industriais e às necessidades dos seus utilizadores. E esse é o fator determinante que molda o mercado.Cada vez mais protocolos IoT têm sido desenvolvidos ao longo dos anos. Um dos fatores que definem quando o ‘como’ por trás de um sistema IoT é um problema, ou seja, o tipo de protocolo de comunicação usado pelo sistema.

A tomada de decisão antecipada sobre o protocolo correto é fundamental para a construção de um produto conectado bem-sucedido. Qualquer escolha de protocolo de rede afetará o projeto e todo o sistema IoT de seu produto conectado.

PAN Para Dispositivos Pessoais — Conectividade WiFi Pessoal

Geralmente, um PAN depende do Bluetooth ou WiFi para se conectar a uma variedade de dispositivos pessoais, como uma impressora, laptop, sistema de mídia, etc.

A Boa Velha LAN – Tecnologia de Rede de Área Local

Como seu nome indica, uma LAN é também uma rede relativamente pequena que muitos de nós temos grandes memórias. Nos anos 90, a única maneira de jogar um grande jogo com amigos foi em uma casa Lan. Conexões Lan em nossos dias tipicamente cobrem uma casa ou escritório usando tecnologia wireless, ou cabo.

VPN – Rede Privada Virtual

Nos casos mais frequentes, queremos restringir o acesso à rede e, ao mesmo tempo, permitir que usuários autorizados acessem a rede a partir de locais remotos. Se você quiser ficar seguro ‘online’, você deve usar VPNs. Não só nos permitem aumentar a nossa segurança encriptando os processos de conexão. Eles escondem a sua navegação de olhos atormentados.

MANs — Rede da Área Metropolitana

A transmissão por micro-ondas é uma tecnologia convencional utilizada pela MANs, suportada por antenas de micro-ondas dedicadas.

As configurações de conectividade de rede são descritas como tipologias com base em suas configurações de conectividade.

Conectividade de Redes Mesh em IoT Industrial

As Redes Mesh em IoT Industrial reduzem os custos de manutenção e ajudam a evitar problemas de comunicação.

Para evitar problemas comuns de conectividade, os Dados de Redes Mesh têm mais de um caminho para percorrer entre dois pontos. Dessa forma, ele não precisa passar pelo hub, oferecendo flexibilidade — melhorando elementos fundamentais e simplificando o processo. Além disso, as redes mesh provam ser uma solução excelente e acessível para IoT.

Topologias de Redes IoT – Protocolos

Com os elementos fundamentais fora do caminho, vamos olhar para a expansão do nosso ecossistema de conectividade.

Comunicação Cliente-Servidor – Protocolo de Controle de Transmissão/Protocolo Internet

Na década de 1970, a Advanced Defense Research Projects Agency desenvolveu o TCP/IP nos Estados Unidos. Foi criado para uso no sistema operacional Unix em ARPANET, uma WAN baseada na web pré-existente. TCP/IP é baseado em um modelo de comunicação cliente-servidor que um usuário recebe de um servidor no mesmo serviço de rede, como uma página web carregada. O TCP/IP é dividido em quatro camadas, cada uma com seu próprio conjunto de protocolos.

Dispositivos IoT IPv6 — Layer de Internet Tornando-se Padrão

O IPv6 lida com o uso de endereços para rotear pacotes de mensagens de rede. Nessa camada, o IPv6 é o protocolo mais comumente usado para dispositivos IoT.Camada Física

  • O IPv6 garante o uso de endereços para pacotes de mensagens de roteamento de rede.
  • O IPv6 é o protocolo mais comumente usado para conectividade de dispositivos IoT nessa camada.

OSI — Interconexão de Sistema Aberto Garante Grande Conectividade

OSI é um sucessor de TCP/IP, e ambos são frequentemente comparados, uma vez que os modelos têm múltiplos paralelismos entre si.

A Camada de Aplicação Identifica Nodes

computer mainframe

A camada não deve ser confundida com a aplicação real, mas fornece vários serviços que uma aplicação pode usar. Por exemplo, a camada de aplicação identifica nós que procuram se comunicar ativamente. O procedimento avalia se esses nodes estão prontos para enviar ou receber dados. E por sua vez, simplifica e ajuda no envio e abertura do arquivo de dados real, melhorando o processo.

Aperfeiçoamento do Processo da Camada de Transportes

De forma simplificada, o processo de packing permite que a camada de transporte verifique se há erros no processo de comunicação, o que é necessário para o manuseio eficiente do Protocolo de Controle de Transmissão. Os serviços da Camada de Transporte também manipulam o Protocolo de Controle de Transmissão e o Protocolo de Datagrama de Usuário como na Camada de Sessão.

A Camada de Rede que Serve como um Centro de Logística para Dados

A Network Layer Serving funcionando como um hub de Logística para roteamento de dados e atribuição de endereços. Dessa forma, o processo garante que os pacotes cheguem ao destino correto. Em seguida, o IP processa as atividades de Camada de rede na Internet e atribui roteamento de dados e atribuição de endereços.

Ethernet a Data Link Layer

Com a camada Ethernet, existem várias funções, começando pelo enquadramento e organização dos pacotes de dados.

Hardware Usado para Receber Dados Através da Rede — a Camada Física

Em essência, é uma camada que descreve o hardware usado para enviar e receber dados através da rede. É comumente aplicada através de fiação elétrica, fibra ótica ou alguns dispositivos de conectividade sem fio.

Padrões de Conectividade IoT em Protocolos Comuns

Depois de abordar a anatomia fundamental dos sistemas conectados, vamos estender as redes desenvolvidas explicitamente para a Indústria 4.0.

MQTTT — Transporte de Telemetria em Fila de Mensagens

MQTTT é um protocolo de mensagens leve e fácil de implementar, também conhecido como “protocolo SCADA”.

Excelente Interoperabilidade — AMQP — Protocolo Avançado de Enfileiramento de Mensagens

Surpreendentemente, o AMQP está repleto de recursos adicionais que permitem excelente interoperabilidade em uma ampla gama de aplicativos de mensagens com eficiência e segurança.

CoAP — Protocolo de Aplicativo Limitado

Projetado especificamente para conectar dispositivos com recursos pequenos, como memória baixa ou bateria com vida útil curta. Diferentes extensões para uso com CoAP são projetadas com recursos adicionais que podem reduzir as transferências de tempo e agrupar vários recursos CoAP.

IPv6 Rede de Área Pessoal Sem Fio de Baixa Potência e Baixa PotênciaA WPAN oferece conectividade IoT a dispositivos de baixa potência.

RPL — Protocolo de Roteamento Para Redes de Sensores Sem Fio

O RPL é um protocolo de roteamento otimizado bem conhecido e fantástico para conectividade IoT a, redes de sensores sem fio de dispositivos de baixa potência.

BLE — Bluetooth de Baixa Energia

Este protocolo é um protocolo Bluetooth bem conhecido com várias características diferentes. O protocolo economiza energia e é normalmente usado para dispositivos IoT em uma configuração em estrela entre um alcance de menos de 100 m.

Em dispositivos IoT vestíveis, o BLE é uma escolha popular, especialmente para consumidores como rastreadores de ‘fitness’.

Bluetooth Amplamente Usado

bluetooth apple headset

Como a tecnologia WiFi, o Bluetooth tem sido amplamente utilizado como uma conexão de alta largura de banda para dispositivos vestíveis em eletrônicos de consumo. Em contraste, ao contrário do WiFi, o Bluetooth usa menos energia e leva muito menos tempo para conectar dois dispositivos. A tecnologia é uma escolha popular usada não apenas em produtos eletrônicos de consumo relacionados à IoT, mas também em produtos eletrônicos industriais.

Ambientes industriais começaram a rastrear ativos internos, onde o alcance é mínimo porque é uma boa opção para muitas outras aplicações internas inteligentes. O rastreamento de ativos, GPS não é uma opção devido à sua fácil configuração e baixa interferência de sinal em ambientes ocupados. A Rede de Área Ampla de Baixa Potência deve ser baseada na comunicação celular como uma tecnologia de conectividade IoT distinta. Para a conectividade IoT, a rede atende a um conjunto muito diferente de requisitos do que a rede móvel tradicional. Uma das características críticas da LPWAN é o novo Padrão Internacional de Conectividade para sistemas de dispositivos inteligentes, funcionalmente controlados, de grande área e com eficiência energética.

O enorme potencial de tecnologia na área de baixa energia está levando as operadoras de rede globais a desenvolver suas soluções. Além disso, isso, é benéfico para a crescente Internet das Coisas Industrial, já que a economia e a conveniência dessa tecnologia possibilitam mais e mais aplicativos IoT.

Zigbee

Uma fantástica opção é a tecnologia Zigbee, que oferece um conjunto de protocolos de conectividade e hardware especialmente concebido para ser uma solução mais barata para Bluetooth. Apesar dos seus limites para baixas velocidades de dados e curto alcance, o Zigbee é utilizado com especificações que se enquadram nestas restrições, tanto para aplicações de consumo como para aplicações industriais.

A grande maioria das aplicações NFC inclui aplicações em smartphones ou outros dispositivos móveis. As aplicações NFC, tais como sistemas de pagamento, cartões de acesso e bilhetes electrónicos, utilizam um conjunto de protocolos de conectividade e hardware especialmente concebidos para segurança e voz.

Sinais Electromagnéticos — Identificação por Radiofrequência

electromagnetic signals tower

A tecnologia RFID utiliza sinais eletromagnéticos para detectar circuitos integrados que contêm informações sobre objetos armazenados eletronicamente. Os circuitos integrados RFID podem ser utilizados como circuitos integrados alimentados ou passivos e, como funcionam em radiofrequências, não é necessária uma linha direta entre a etiqueta e o leitor. Para conectividade IoT sem fio através de uma LAN, a tecnologia WiFi permite o uso de padrões IEEE802.11. É provável que a popularidade do WiFi diminua com o aumento do consumo de energia e maiores faixas de protocolos sem fios alternativos.

A tecnologia, Ethernet é baseada no IEEE 802.3 e é amplamente utilizada na construção de LANs. Para que uma rede IoT não precise ser sem fio, um sistema IoT pode ser construído em redes de cabos de energia existentes via Ethernet.

Transmissão de Faixa de Protocolo

Para transmissão de curta distância, o uso de um protocolo projetado para transmissão de curta distância não é apropriado se o seu projeto exigir comunicação de longa distância. Por outro lado, protocolos curtos podem ser úteis nos casos em que a extensão física da comunicação é limitada à segurança.

O Volume de Dados Por Um Determinado Período — Largura de Banda

Todos detestamos quando o nosso Provedor de Internet nos cobra por largura de banda adicional. Essa quantidade extra de dados que podem ser transferidos de um sítio web para outro durante um determinado período pode ser proibitiva. No caso de cada tipo de registro, o tamanho dos pacotes para a transmissão de dados é definido automaticamente.

Interoperabilidade de Dispositivo Conectado

IoT monitors on display window

Normalmente, um dispositivo, aplicativo ou sensor conectado pode se comunicar com outro fabricante, ou host. À medida que a tecnologia avança, nossos sistemas devem ser retro compatíveis para evitar componentes obsoletos. A flexibilidade é esperada, pois, a interoperabilidade da conectividade do protocolo IoT é necessária para a maioria da conectividade de dispositivos. A capacidade de ser capaz de integrar elementos que não pertencem ao mesmo fabricante, por exemplo, é vital.

Largura de banda e taxa de dados

A Taxa de Dados é os dados transmitidos em Kbps ou Mbps pela rede.O parâmetro é intimamente relacionado à largura de banda e distância e é, naturalmente, uma variável crítica. Queremos que nossos dados sejam transmitidos em nosso sistema IoT com a latência ideal.

Tecnologia de Segurança

As redes IoT são protegidas de várias maneiras, incluindo criptografia, autenticação e proteção de portas, graças aos avanços na tecnologia de segurança.

Consumo de Energia

A energia consumida por um dispositivo quando ocorre a transmissão de dados.

Escalabilidade da Conectividade IoT

server stack

A escalabilidade da IoT é a capacidade do protocolo de continuar à medida que a rede se expande em uma variedade de dispositivos conectados. Seria melhor se você se lembrasse que seu sistema provavelmente crescerá quando você selecionar um protocolo de conectividade IoT. Com essa escalabilidade, você tem a garantia de uma manutenção de alto nível da qualidade e da capacidade de resposta da sua rede ao adicionar dispositivos.

A conectividade integrada está no centro da Internet das Coisas:Vários dispositivos coletam e transferem dados entre si, para a computação em nuvem — mas também para pessoas que fazem escolhas estratégicas usando informações baseadas em dados.

De acordo com as previsões dos especialistas, até 2020, 20–50 bilhões de dispositivos e componentes ativos em seus respectivos ecossistemas de IoT estarão conectados em todos os lugares. Tal exige um elevado nível de compatibilidade, fiabilidade e segurança dos dispositivos conectados.

Capacidades de Entrega de Serviços

Como os dispositivos IoT estão apenas começando a ganhar tração, uma interrupção pode aparecer como um problema menor quando os usuários móveis perdem a cobertura celular. Esse equívoco pode levar a uma minimização na qualidade do serviço e a um foco nos custos ao escolher uma solução.

Conceito Errôneo Fortes Capacidades de Entrega de Serviços

Como os dispositivos IoT estão apenas começando a ganhar tração, uma interrupção pode aparecer como um problema menor quando os usuários móveis perdem a cobertura celular. Esse equívoco pode levar a uma minimização na qualidade do serviço e a um foco nos custos ao escolher uma solução IoT.

Você Quer Saber Mais Sobre a Internet das Coisas e sua Implementação?

Logo, as empresas reconheceram que serviços deficientes poderiam desestabilizar suas ofertas de IoT emergentes. Uma das principais razões para isso é que os motoristas de carros conectados que perdem a navegação on-line em regiões remotas provavelmente não culpam o provedor de IoT pela empresa que vende o dispositivo IoT.

Inovação e investimento nas tecnologias mais recentes, incluindo eUICCs, são um dos melhores provedores de IoT. Você pode solicitar contratos personalizados com indicadores-chave de desempenho específico com uma opção melhor. Todas as empresas correm o risco de um evento catastrófico e a IoT pode levar a uma queda geral de 1,000 dispositivos. Os contratos devem, portanto, refletir esses perigos, incluindo riscos e planos de contingência.

Avaliação de Opções de Preços Personalizados

SVG DTU glasses

A maioria das empresas opta por um plano padrão ao avaliar suas opções, em vez de uma oferta personalizada, já que suas necessidades de conectividade e uso são desconhecidas. Desenvolver um plano de preços personalizado pode parecer assustador, mas pode ajudar com uma abordagem simples. Durante a primeira etapa, as empresas devem decidir como os funcionários usam os dispositivos IoT e como os clientes usam seus produtos habilitados para IoT em suas organizações.

Até agora, você tem a noção perfeita de que as empresas devem se concentrar em análises relacionadas a operações internas, necessidades dos clientes ou ambas. Com base nas conclusões dos dados, as empresas podem então classificar sua organização em uma das três categorias.

  • As obrigações em matéria de itinerância, conectividade e a necessidade de proteção contra a procura excessiva pode variar dentro de cada categoria.
  • Esta tecnologia monstruosa, que combina produtos virtuais num futuro brilhante, atrai jogadores e investimentos ilimitados no mercado.
  • Mesmo que áreas de melhoria possam ser encontradas em todos os aspectos da implantação da Internet envolvendo a ‘interface’ de TI, na conectividade, as coisas parecem estar garantidas.

E qual é a melhor opção de comunicação para desenvolver seu programa IoT?

smartwatch

Com a capacidade de reconhecer os requisitos de seu projeto em todos os estágios de sua implantação e uma profunda compreensão de seus aplicativos IoT específicos, você terá grande ajuda na seleção da melhor rede de conectividade para seus negócios inteligentes.

Para identificar os trade-offs das tecnologias de rede mais difundidas, investigamos as soluções de conectividade mais populares da Internet das coisas.

O problema crítico é que esses desafios não podem depender apenas dos provedores de rede. Os fornecedores de IoT precisam ter um papel significativo na implementação desses recursos, fornecendo infraestruturas e facilitando inovações mais substanciais na área.

Leave a Reply